Vladimir Kush

Vladimir KUSH, Ripples on the Ocean, (Ondulações no Oceano)

Rumi

A vela do navio do ser humano é a fé.
Quando há uma vela, o vento pode levá-lo
A um lugar após outro de poder e maravilha.
Sem vela, todas as palavras são ventos.

Jalāl-ad-Dīn Muhammad RUMI




terça-feira, 11 de agosto de 2009

Sol feminino e Lua masculina

No Ártico, Sol e Lua não sobem muito acima do horizonte. Andam à volta. No verão há Sol durante 24 h ou quase, no inverno não se vê ou talvez se veja só durante 1h... A importância do luar no inverno é, portanto, muita. É bom ter isto em conta para compreender melhor esta história inuit:

Sol e Lua

Sol e Lua eram irmã e irmão. Participavam sempre nos jogos de cópula da casa dos jovens. Mas uma noite, quando Lua estava a tentar decidir qual das jovens ia tentar encontrar quando a luz enfraquecesse, os seus olhos caíram sobre a irmã, e ele pensou que ela era a mais bonita de todas.

Tomou atenção a como a sua roupa estava feita e quando a luz se apagou encontrou-a pelo tacto. Fez isto muitas vezes. Por fim Sol ficou desconfiada e tirou um pouco de fuligem da candeia com os dedos. Durante a cópula ela pressionou os dedos contra a testa do homem com quem estava e quando a lâmpada foi novamente acesa ela viu o seu irmão Lua com fuligem na cara.

Sol ficou vermelha e quente de vergonha. Tirou um pouco de turfa do monte ao pé da candeia, mergulhou-o no óleo de baleia, acendeu-o e fugiu.

Lua quis ir atrás dela, mas estava com tanta pressa que a sua turfa não ficou muito bem acesa.

"Temos de correr para muito longe e nunca mais nos vermos", disse Sol. Nesse momento tornaram-se espíritos e subiram ao céu, onde continuaram a sua fuga. Mas Sol tem uma luz mais forte e mais quente porque o seu pedaço de turfa arde claramente. O seu irmão Lua, que a persegue mas nunca a consegue apanhar, tem a luz mais fraca e fria.

Peter Freuchen's Book of the Eskimos

A fotografia da mulher inuit, é a fotografia nº 75 deste site; a fotografia Sol da meia-noite, daqui.

6 comentários:

O disse...

Mui lindo o conto.
O Jodorosky, o escritor, fala disso, da parte feminina do Sol, e da parte masculina da Lua, de algo que falta, da ausência, da ocultaçom, talvez no fundo, mui fundo do subconsciente coletivo. Perdido.
Mas nom!!
Os esquimós conservárom umha das folhas do livro que crim incompleto!!

almariada disse...

Sim, O. Não falta nada, está cá tudo. Também conheço Jodorowsky.

:)

Bem hajas.

WOLKENGEDANKEN disse...

Em alemao tambem o sol é femenino e a lua masculina

almariada disse...

Wolkengefanken, obrigada! Não sabia! Nas histórias também representam Sol como mulher e Lua como homem?

Um abraço.

Joana disse...

Pois isso é uma pergunta muito interessante !! Há historias com a mulher Sol, mas nao me lembro de absolutamente nenhuma em que apareca um homen Lua.

almariada disse...

Gostava de conhecer as histórias da mulher Sol!