Vladimir Kush

Vladimir KUSH, Ripples on the Ocean, (Ondulações no Oceano)

Rumi

A vela do navio do ser humano é a fé.
Quando há uma vela, o vento pode levá-lo
A um lugar após outro de poder e maravilha.
Sem vela, todas as palavras são ventos.

Jalāl-ad-Dīn Muhammad RUMI




sexta-feira, 4 de setembro de 2020

O futuro é aberto

as ações passadas e presentes estão a fazê-lo numa ilha cercada de ignorância.

terça-feira, 25 de agosto de 2020

segunda-feira, 24 de agosto de 2020

Névoa marítima

A palavra «rosmaninho» vem do latim «rosmarinus» que significa «orvalho do mar». Alude à capacidade desta planta de terrenos secos necessitar apenas de névoas ou orvalho matinais para sobreviver. 

quarta-feira, 19 de agosto de 2020

Rosaceae

UVAS
«Há tantos frutos que nascem de rosas
Da rosa de toda a rosa
Da rosa entreaberta
Rosa de todo o mundo
Bem vês, maçãs, morangos, pêssegos, pêras e amoras
São tudo rosáceas,
Nascidas da rosa explícita,
Rosa de rosto desvendado a sorrir ao céu.
E da videira, que dizer então?
Oh! da videira, de gavinhas, que dizer?
Somos do universo da rosa entreaberta,
A explícita
A cândida revelação.»
D. H. Lawrence

Comment

quarta-feira, 15 de julho de 2020

D. Pedro e D. Inês

Trazendo o infante D. Pedro consigo D. Inês e não se sabendo ao certo se era sua mulher ou não, fizeram entender a el-rei seu pai que o infante se preparava para mandar pedir ao Santo Padre que lhe desse licença para casar com D. Inês. Foi isto uns três anos antes de D. Inês ser morta. El-rei D. Afonso que então estava em Alenquer, quando isto ouviu ficou descontente de tal embaixada e escreveu secretamente ao arcebispo de Braga, que então estava em Roma, que conseguisse que o Papa não deferisse o requerimento do infante, que era para el-rei grande ódio e prejuízo.

As Crónicas de Fernão Lopes, Seleccionadas e transpostas em português moderno, António José Saraiva, Gradiva, Lisboa, 3ª edição, Março de 1993, p. 278 (Crónica de D. João I, A eleição do rei nas Cortes de Coimbra, Do recado que el-rei D. Afonso IV enviou à Corte do Papa para o infante seu filho não casar com D. Inês)